quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Para quê dizer adeus...


Para quê dizer adeus
Se nem sequer sei quando partir
Estas lágrimas que tenho nos olhos meus
São mensagens do passado, de hoje e do que há-de vir.

São recados, são desejos, amor
São palestras, crónicas, estrofes, poesia
São queixumes, tristezas e dor
São os tormentos da noite, enfrentar de novo o dia

Basta-me o teu sorriso, olhar-te
Sentir teu corpo em meus braços
Ler-te a alma e desejar-te
Ou cometer tantos erros crassos.

O sonho, Linda, o sonho belo
Que em meu sangue se injectou
Hoje nem sei se existe, se o perdi ou vou perde-lo
Só sei que já nem sei para onde vou.

Queria acompanhar-te lado a lado
Na vida, de mão dada e olhar-te
Não ver sempre teu ar preocupado
Sentindo que um dia me obrigas a deixar-te.

Terrivel amor é este que me corrói
O corpo lancinante de mágoa, a alma
Grito em pensamento, em sonho, porque dói
E quando acordo e te olho, minha dor acalma.


Autor: João Mac Santos
Agosto de 2012

Fotografia de João Mac Santos
Modelo: Ana Ribeiro

3 comentários:

Com o coração nas mãos...