quarta-feira, 28 de junho de 2017

História de um diálogo entre mim e uma NE

Estava eu no campo a fotografar quando de repente, não sei de onde, apareceu esta nave espacial que ficou bem na frente dos meus olhos e alguém (uma voz) falou comigo perguntando-me se eu era um habitante deste planeta terra, ao que respondi que sim. Perguntou-me quem era o culpado de tantas tragédias e guerras que têm acontecido no planeta, se era eu? Respondi que não, que sou demasiado insignificante para isso e acrescentei que os responsáveis são a ganância, o poder, a insensibilidade, a incoerência dos homens que antes de governarem defendem as coisas boas da vida, mas que quando chegam ao governo, mesmo das mais pequenas localidades e não só dos países, têm uma grande falta de memória e esquecem tudo o que disseram...
Tal como apareceu, desapareceu, sem que antes me dissesse que ía voltar para o planeta dele porque lá respeitam todos os seres vivos, o planeta e os semelhantes. E que vivem assim há milhões de anos e são todos felizes!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Vinhas da Bairrada